Tendências tecnológicas para 2022 (Parte 2)

tendências tecnológicas

No dia (segunda-feira) lançamos a parte um deste artigo, clique aqui para ler a primeira parte e confira as quatro primeiras tendências tecnológicas de 2022. Continue lendo esse artigo e fique por dentro das outras tendências.

Tendência 5: Composable Applications (Aplicações compostáveis)

As aplicações “compostáveis” (e a arquitetura empresarial compostável de maior porte) têm tanto a ver com o desenvolvimento de uma cultura API e orientada a eventos como qualquer outra coisa.  É também sobre a preservação de aplicações-legado, já que cada vez mais empresas tentam migrar de arquiteturas antigas para o status de nativas da nuvem – o que tem sido um objetivo por anos.

Tendência 6: Decision Intelligence (Inteligência de decisão)  

Como isso não é uma homenagem à analítica, por volta de 2010?  Em 2021, pensamos no autômato.  Esta é uma tendência antiga com algumas reviravoltas mais novas.

Tendência 7: Hyper Automation (Hiper Automação)

A hiper automação, segundo Gartner, é “uma abordagem disciplinada e orientada aos negócios para identificar, vetar e automatizar rapidamente o maior número possível de processos comerciais e de TI”.  Esta tendência tem estado em jogo desde sempre.  Sob o guarda-chuva da automação de processos robóticos (RPA), onde os processos são modelados, minerados, eliminados, modificados ou automatizados, o objetivo tem sido uma tendência – e uma aspiração contínua – por algum tempo.

Tendência 8: AI Engineering (Engenharia de IA)

A engenharia de IA é sobre as melhores práticas para projeto, desenvolvimento e implantação repetíveis.

Tendência 9: Distributed Enterprises (Empresas Distribuídas)

É aqui que a transformação digital encontra a computação de ponta.

Tendência 10: Total Experience (Experiência Total)

Isto tem sido uma aspiração para sempre. É só pesquisar.  Quem está fazendo isso?  Há oportunidades de negócio – tais como logística reversa de devolução de itens da Amazon para a Whole Foods – mas ainda é ilusório.  Quem não gostaria de um TX tranquilo, continuo, fácil e divertido? 

Tendência 11:  Autonomic Systems (Sistemas Autonômicos)

“Sistemas autônomos são sistemas físicos ou de software autogerenciados que aprendem com seus ambientes e modificam dinamicamente seus próprios algoritmos em tempo real para otimizar seu comportamento em ecossistemas complexos”.

Tendência 12: Generative AI (IA generativa)

Um objetivo estratégico de longo prazo, mas que se fortalece cada vez mais.

Então o que está acontecendo lá fora que pode ser descrito como tendências?  Os dados da pesquisa sugerem que ainda há algum ceticismo sobre a rapidez com que os executivos acreditam ter que aumentar seus investimentos em IA e aprendizado de máquinas (ML).  Dito isto, há um aumento constante dos pilotos de IA/ML.  Essa é uma tendência que vai se acelerar ainda mais com o tempo, desde que o impacto seja quantificável.  Nós sabemos que as tendências em RPA são positivas.  Sabemos que estão sendo criados novos “Centros de Excelência” e também sabemos que a adoção da AI/ML é impulsionada verticalmente: algumas indústrias estão pilotando aplicações mais do que outras.  Há também um ranking de aplicações de IA/ML, como os chatbots (“IA conversacional”) e aplicações de seleção (como a seleção dos melhores/piores candidatos para empréstimos, “admissão”, e qualquer decisão binária).  Sabemos que as taxas de adoção dependem da estratégia, que ainda não abraçou totalmente os sistemas inteligentes como o futuro que definirá o crescimento lucrativo. 

A arquitetura de aplicações está finalmente recebendo alguma tração.  As empresas estão caminhando para aplicações baseadas em micro serviços à medida que removem suas aplicações herdadas do suporte à vida.  A “racionalização das aplicações” é uma coisa real.  Ela economiza dinheiro e se move em direção à linha dos microsserviços.  A tecnologia de contêineres evoluiu muito bem e, talvez o mais importante, os principais fornecedores de nuvens oferecem uma variedade de soluções aqui.  Talvez esta seja a verdadeira tendência.  A computação de ponta é parte disto, e as aplicações de experiência total serão sempre o que todos se esforçam para construir.

Segundo o Gartner todas essas tendências estarão presentes em 2022 e não podemos deixar de nos adaptar ao mercado tecnológico. Para isso as empresas precisam buscar essas novas tendências e tecnologias de uma forma que elas auxiliem os seus processos e projetos, pensando nisso queremos entender as mudanças e melhorias que sua empresa está apostando para se diferenciar neste ano e como nossos especialistas podem te ajudar a chegar lá. Clique aqui e agende uma conversa com nossos especialistas. 

Link de referência.

Leia também

Melhores Práticas de Segurança em Nuvem

Melhores Práticas de Segurança em Nuvem

por Beatriz Ribeiro, analista de marketing na Sauter Hoje, para os negócios, a computação em nuvem é mais do que apenas mais uma alternativa. Ela se tornou um meio eficaz de reduzir custos, garantir disponibilidade constante e diminuir o tempo de inatividade. No...

read more

Vamos nos conectar

Nos envie um e-mail e nós retornaremos nas próximas 24 horas.

3 + 5 =